Concursos

 

MatPro 2013/2014

1º ciclo

2º ciclo

3º ciclo 

 

Anos anteriores

 2012/2013

2011/2012

 

Nós somos...

 

 

logo_ee

Inquérito Eco-Calazans

 

 

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 262141
mod_vvisit_counterHoje129
mod_vvisit_counterOntem212
mod_vvisit_counterEsta semana677
mod_vvisit_counterUltima semana714
mod_vvisit_counterEste mês3460
mod_vvisit_counterUltimo Mês7327
mod_vvisit_counterTotal de dias319195

We have: 3 guests online
o seu IP: 107.20.30.170
 , 
Hoje: 24 Abr, 2014

Financiamento

Serviços de Apoio Educativo

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail

O Serviço de Apoio Educativo visa assegurar e promover a existência de condições que assegurem a plena integração escolar dos alunos. O docente que integra este Serviço presta apoio educativo à escola no seu conjunto, ao professor, ao aluno e à família, na organização e gestão de recursos e medidas diferenciadas, considerando as normas do ME no que se refere à definição das problemáticas a apoiar. No âmbito das suas competências poderá:

 - Cooperar com os órgãos de gestão e coordenação pedagógica na organização e implementação dos apoios educativos;

 - Colaborar na organização e acompanhamento dos processos dos alunos com necessidades educativas especiais, já identificadas e diagnosticadas; 

- Proceder, em colaboração com os SPO, os DT ou outros serviços à observação/avaliação psicopedagógica/diagnóstico de necessidades educativas especiais, tendo por referência a Classificação Internacional de Funcionalidade; 

- Colaborar com os CT e com os DT no atendimento a pais e encarregados de educação e na promoção de um espaço de reflexão e definição / redefinição de estratégias de actuação;

- Apoiar os alunos, respectivos professores e encarregados de educação, no âmbito da sua área de especialização nos termos que forem definidos no plano educativo da escola;

- Contribuir para a diversificação de estratégias e métodos educativos, no estudo e na definição de formas de actuação mais adequadas a cada situação;

 - Disponibilizar informação técnica e saberes específicos, sempre que solicitados.

 

Apoio Pedagógico Acrescido

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail

As aulas de apoio pedagógico acrescido constituem uma medida de apoio aos alunos com necessidades educativas especiais na perspectiva de promover a equidade e possibilitar a aquisição e reforço de competências nucleares à continuidade das aprendizagens. O recurso a esta medida deve ser ponderada pelo respectivo Conselho de Turma quando se revele indispensável para o aluno atingir os objectivos educacionais definidos.

 

Centros de Aprendizagem

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail

       Os Centros de Aprendizagem apresentam-se como uma estratégia na dinâmica da escola, articulando e incentivando práticas pedagógicas diversificadas visando o combate ao insucesso escolar e ao desenvolvimento de aprendizagens/competências dos alunos.

       Os Centros de Aprendizagem dispõem de equipas docentes multidisciplinares que tentam responder aos desafios colocados, promovendo nos alunos uma formação integral em conhecimentos e valores, fomentadora do reforço às aprendizagens, da auto-aprendizagem e que incentiva o desenvolvimento individual e organizacional.

       Pretende-se que estes espaços sejam um núcleo da organização pedagógica da escola, um espaço de liberdade/responsabilidade na aprendizagem e consolidação de conhecimentos.

 

Objectivos dos Centros de Aprendizagem:

a) Proporcionar aos alunos um espaço onde poderão encontrar apoio;

b) Criar e consolidar nos alunos hábitos de trabalho, de estudo e de aprendizagem;

c) Contribuir activamente para a diversificação de estratégias e métodos educativos de forma a promover o desenvolvimento e a aprendizagem nos alunos;

d) Desenvolver nos alunos competências e hábitos de trabalho baseados na consulta, tratamento e produção de informação, tais como seleccionar, analisar e utilizar documentos;

e) Proporcionar igualdade de oportunidades de utilização e produção de informação que possibilitem a aquisição de conhecimentos e a compreensão dos conteúdos leccionados;

f) Desenvolver o respeito pelo uso da propriedade comum incutindo um espírito de cooperação e de partilha;

g) Tornar possível a plena utilização dos recursos pedagógicos existentes e dotar a escola de material adequado às necessidades das diferentes disciplinas e projectos de trabalho.

 

   

Tutorias

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail

A tutoria é uma forma de apoio individualizado aos alunos que, por razões diversas, dela mostrem necessitar. Funciona no âmbito do Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF).

Traduz-se num acompanhamento que se concretiza em sessões semanais em que o professor tutor e o aluno cooperam de forma a favorecer o sucesso escolar. Para isso, é necessária a promoção de um clima de confiança e respeito mútuos, em que o diálogo entre ambos possa decorrer abertamente. A firmeza e a autoridade do tutor, reconhecida pelo aluno, constituem elementos essenciais ao processo. A qualidade da relação estabelecida é determinante para o trabalho a desenvolver.

Julga-se, por vezes, pertinente, que a tutoria seja desempenhada por um elemento exterior ao Conselho de Turma, de forma a que a relação tutor/aluno não se confunda com a relação professor/aluno. No entanto, em cada situação, será avaliada esta questão.

A tutoria caracteriza-se ainda pela flexibilidade de abordagens, estratégias e actividades a desenvolver ao longo das sessões, que decorrem da observação atenta do aluno e do processo em si.

Procura-se assim ir resolvendo dificuldades relativas às aprendizagens nas várias disciplinas, à organização e métodos de trabalho, aos comportamentos e atitudes, ao desenvolvimento pessoal dos alunos.